Zoológico é acusado de crueldade após foto de camelo viralizar na internet. - Salve o Planeta

Zoológico é acusado de crueldade após foto de camelo viralizar na internet.

- novembro 01, 2018


O camelo está com aspecto de desnutrido em um zoológico na Nigéria

Um zoológico na Nigéria é acusado de crueldade contra os animais depois que uma foto de um camelo de aparência frágil apareceu na internet.

Um visitante, identificado como Tunde Sawyerr, do Parque Infantil Nacional e o Zoológico da cidade de Abuja, tirou uma foto do animal e publicou no Twitter.

WWF diz que consumo humano extinguiu 60% das espécies animais
Apresentadora enfurece escoceses com foto de “linda cabra selvagem” morta
“Antes de colocar animais em um lugar, há certas coisas a fazer. Se havia algum animal que se destacasse em termos de desnutrição, e não ser cuidado, era o camelo”, disse Sawyerr à CNN.



No entanto, Aminu Muhammed, vice-diretor de animais selvagens do zoológico, reagiu à alegação de Sawyerr de que o animal não estava desnutrido, mas tem uma infecção grave na pele. Ele notou ainda que o camelo foi adversamente afetado pela chuva pesada, mas foi tratado.


“O camelo há alguns meses sofreu uma infecção grave na pele e era muito magro. Então tivemos que coletar uma amostra fecal, uma amostra de sangue e até mesmo raspar um pouco da pele para determinar qual remédio podemos usar para tratar a doença de pele”, disse ele à CNN.

Mas Sawyerr, que foi ao zoológico com sua filha de três anos, disse que sua filha não conseguiu identificar o animal.

“Ela sabe como é um camelo na TV, um cervo, um burro e um macaco”, disse ele. “Ela foi capaz de reconhecer todos eles além do camelo.”

Ele postou a foto do animal no Twitter com a legenda “vi este antigo camelo no zoológico de Abuja”. O post rapidamente se tornou viral.

Jon Justin Williamson, o principal oficial de investigação da International Animal Rescue Foundation na África, discorda das autoridades do zoológico.

“Aquele camelo tem mais do que uma infecção de pele, infelizmente”, disse o cientista ambiental e botânico.

“Este é um dromedário, um camelo árabe juvenil, que eu posso ver que é muito doente e muito desnutrido. Há pouca comida adequada no solo para o animal sequer pastar, o que infelizmente acabará levando à sua morte lenta e dolorosa”, afirmou ao portal de notícias norte-americano.

Os zoológicos nigerianos já foram acusados de matar animais selvagens aos seus cuidados. Um caso de leões esqueléticos em um zoológico na Universidade Obafemi Awolowo, no sudoeste da Nigéria, foi noticiado pela mídia local.
Advertisement