Mastigar alguns cravos-da-índia proporciona todos estes benefícios - até seu médico vai recomendar. - Salve o Planeta

Mastigar alguns cravos-da-índia proporciona todos estes benefícios - até seu médico vai recomendar.

- agosto 13, 2018


Já parou para pensar no quanto as pessoas gastam com remédios de farmácia?

Depois disso, sofrem com os efeitos colaterais e pensam que está tudo certo, que é normal.

O problema é que podemos curar muitas doenças com alternativas mais simples, econômicas e seguras.

A prova disso é que muitos tratamentos naturais, descobertos a séculos, até hoje fazem sucesso.

O melhor de tudo é que a medicina natural não só cura, como também previne.

Foi pensando nisso que trouxemos os benefícios de se mastigar cravo.

Isso mesmo!

Consuma estes 6 alimentos e reduza bastante as chances de ter câncer de mama
As melhores dicas para evitar a fragilidade dos ossos na velhice

O cravo-da-índia é um remédio muito especial e pode ser consumido por toda a família.

O simples ato de mastigar alguns cravos pode trazer muitos benefícios.

Confira alguns:

- Eliminar parasitas

Tudo que você tem a fazer é mastigar cravo da Índia meia hora antes de cada refeição.

Isso não só elimina os parasitas - é ótimo para destruir vermes.

- Cuidar da saúde bucal

O cravo limpa a nossa boca por completo, além de trazer um agradável frescor, evitando o mau hálito.

- Melhorar a digestão

Tudo que você tem a fazer é misturar dois dentes de cravo com um pouco de mel e mastigar meia hora antes de cada refeição.

- Prevenir o câncer

O cravo-da-índia contém eugenol, que é basicamente uma substância que controla as células cancerosas e as impede de se desenvolverem.

- Regular a pressão arterial (para quem tem pressão baixa)

Se você tem pressão baixa constantemente, recomendamos que mastigue alguns cravos.

Isso vai ajudar a regular a pressão.

Se é hipertenso, porém, consuma com cuidado, pois o cravo-da-índia pode elevar ainda mais a pressão.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Fonte: Cura pela Natureza
Advertisement