Estes dados vão fazer você repensar sua produção de lixo. - Salve o Planeta

Estes dados vão fazer você repensar sua produção de lixo.

- julho 08, 2018



Você já se perguntou o quanto de recursos naturais consumirá durante toda sua vida e quanto lixo produzirá? Estamos consumindo recursos naturais mais rapidamente do que a Terra consegue gerar e descartando resíduos em excesso. Por exemplo, se todos vivessem como nos países desenvolvidos, precisaríamos de pelo menos 4 Planetas para atender às nossas necessidades.
Fatos alarmantes sobre os danos que estamos causando ao nosso Planeta.
Confira e comece a mudar já os seus padrões de consumo.

O desperdício que geramos

E então, quanto de resíduos geramos durante a nossa vida? Estamos falando de restos de comida, plástico, fraldas, sabonetes, desodorantes, roupas, entre outros. Os dados sobre a quantidade de lixo produzido e o tempo necessário para esses objetos se decompor são assustadores:
  • Todos os dias, cada pessoa produz cerca de 75 litros de esgoto. Durante a nossa vida, serão cerca de 2,2 milhões de litros, o equivalente a uma piscina olímpica — 50 metros de comprimento.
  • Cada pessoa envia em média 64 toneladas de lixo para aterros durante a vida.
  • A cada ano, os Estados Unidos produzem 246 milhões de toneladas de resíduos sólidos.
  • Os moradores dos Estados Unidos consomem 11 milhões de toneladas de garrafas de vidro a cada ano. Isso equivale a 440 vezes o peso do Titanic.
  • A cada segundo, 694 garrafas de plástico são jogadas no lixo, no total são 60 milhões por dia.
  • Todos os dias, 100 milhões de latas de aço e alumínio são descartadas. Essa quantidade é suficiente para construir uma cidade inteira.
  • Geramos cerca de 220 milhões de toneladas de lixo todos os anos. Isso equivale a enterrar lixo em 82 mil campos de futebol com mais de um metro e 82 centímetros de profundidade.
  • Os países desenvolvidos produzem mais de 50% do lixo do mundo.
No momento, não há estatísticas disponíveis que meçam a quantidade de lixo existente em todo o Planeta. No entanto, se levarmos em consideração que os Estados Unidos constituem aproximadamente 4% da população mundial, isso equivale a uma produção anual de lixo de todo o Planeta de aproximadamente 4 ou 5 bilhões de toneladas.
Isso significa que um americano médio gera 1,95 kg de lixo por dia, ou uma média de 711 kg por pessoa por ano, o que é assustador. No Brasil, são cerca de 387 quilos por pessoa por ano, o que dá cerca de 1 quilo por pessoa por dia.

Quanto tempo leva a decomposição dos resíduos?

A maior parte do lixo que produzimos acaba sendo enviada para os lixões. Esses depósitos de geram a segunda maior fonte de emissões de metano no mundo, o que, por sua vez, contribuiu para o aquecimento global. O metano tem uma capacidade 20 vezes maior do que o dióxido de carbono de reter o calor na atmosfera da Terra.
Mas, afinal, quanto tempo leva o resíduo para se decompor, após descartado? A seguir, apresentamos a quantidade exata de tempo necessária para a desintegração de vários tipos de resíduos nos aterros.

1. Resíduos de plástico

O plástico é um grande problema para o meio ambiente. A cada ano, usamos aproximadamente 1,6 milhão de barris de petróleo apenas para fabricar garrafinhas de água, por exemplo. Além disso, esses resíduos são um dos piores tipos de lixo, porque demoram mais tempo para se decompor. Normalmente, o plástico leva até 1.000 anos para desaparecer.
  • As sacolas plásticas usadas todos os dias levam de 10 a 1.000 anos para se decompor.
  • As garrafas plásticas levam cerca de 500 anos para desaparecer.
  • Os recipientes de plástico levam de 20 a 30 anos para se decompor.
  • O plástico feito de espuma de polietileno leva de 80 a 90 anos para se desfazer.

2. Fraldas Descartáveis

A cada ano, aproximadamente 20 bilhões de fraldas descartáveis ​​são jogadas no lixo. Esse produto leva entre 250 a 500 anos para se decompor nos aterros sanitários. Além disso, representa 2% dos resíduos sólidos da Europa. Prevê-se que os resíduos de produtos de higiene absorvente (AHP, na sigla em inglês), que incluem fraldas para adultos, absorventes femininos, continuará a aumentar, devido ao aumento demográfico.
Ao longo de seus primeiros anos, um bebê usará em média até 6 mil fraldas, antes de aprender a usar o vaso sanitário. Isso se traduz em mais de 2 toneladas de resíduos enviados para os aterros sanitários. Atualmente, há programas ecológicos de empresas oferecendo a reciclagem de fraldas, para ajudar a combater esse problema.

3. Latas de alumínio

Todos os dias, 120 mil latas de alumínio são reprocessadas nos Estados Unidos, o que significa que a taxa de reciclagem é de apenas 58,1%.
Já o Brasil é um dos campeões mundiais da reciclagem desse produto: cerca de 98% das latinhas de bebidas acabam sendo recicladas.
Em um período de 3 meses, a quantidade desse tipo de material descartado nos EUA daria para construir uma cidade inteira. O tempo para se decompor é de 80 a 200 anos.

4. Vidro

A reciclagem do vidro é uma prática muito comum muitas comunidades incorporam programas de coleta de garrafas, para reciclar. Este material recuperado é geralmente mais popular, porque precisa de menos energia para ser processado, portanto é mais lucrativo do que o vidro virgem. Em geral, também é muito fácil reciclá-lo, porque é feito de areia.
A reciclagem do vidro é um processo simples. O material é quebrado em pedaços e, em seguida, derretido. No entanto, muitas embalagens de vidro são jogadas em aterros e seu resíduo leva milhões de anos para se decompor. Quando se trata de reciclagem de vidro, existem alguns fatos importantes a serem considerados:
  • O vidro reciclado pode ser reutilizado. Pode ser usado várias vezes e é gerado muito pouco desperdício durante esse processo.
  • Produz uma pegada menor de carbono. O vidro deixa uma grande pegada de carbonona atmosfera e, quando é reciclado, essa pegada é drasticamente reduzida, sendo melhor para o meio ambiente.
  • Melhor eficiência. Quanto mais eficientemente reciclarmos, mais ajudamos o meio ambiente, reduzindo a energia que usamos e, portanto, reduzindo o efeito do aquecimento global.
  • Conservação superior do produto. Considere usar o vidro em vez do plástico para manter os alimentos frescos por mais tempo. O material é ideal para preservar os alimentos e prevenir contaminações.

5. Papel e papelão

Os produtos de papel ocupam o maior espaço em aterros sanitários do mundo todo, se levarmos em consideração exclusivamente o volume ou espessura. Sua decomposição leva aproximadamente de 2 a 6 semanas, o que é consideravelmente mais rápido do que outros materiais. No entanto, devido às grandes quantidades que enviamos para os aterros, se todos começássemos a reciclar papel, pouparíamos muito mais espaço. Além disso, reduziríamos o consumo de recursos naturais usados para produzir papelão não reciclável.

6. Resíduos de alimentos

Os resíduos de alimento dominam os aterros sanitários. O tempo necessário para se decompor depende, evidentemente, do tipo de alimento. Por exemplo, uma casca de limão pode levar até 6 meses para desaparecer, enquanto uma casca de banana pode levar somente 4 semanas. Além disso, quando se trata de reciclar alimentos, transformando-os em adubo, é muito importante ter o recipiente correto e saber classificá-los de acordo com o tempo que precisam para se decompor.
Estes são alguns dos itens mais comuns encontrados em grande quantidade nos aterros, juntamente com a quantidade de tempo necessária para se decompor.
  • Folha de alumínio: NÃO é biodegradável.
  • Lã: de 1 a 5 anos.
  • Bitucas de cigarro: de 10 a 12 anos.
  • Solas de borracha: de 50 a 80 anos.
  • Copos de plástico: 50 anos.
  • Sapatos de couro: de 25 a 40 anos.
  • Embalagens Longa Vida: 5 anos.
  • Papelão: 2 meses.
  • Isopor: NÃO é biodegradável.
  • Latas de alumínio: 50 anos.
  • Pilhas: 100 anos.
  • Papel: de 2 a 6 semanas.

Você pratica coleta seletiva? O que está fazendo para ajudar o nosso Planeta? Tem algum conselho para isso? Conte suas dicas nos comentários abaixo e não se esqueça de compartilhar este post com seus amigos e familiares, para educá-los e inspirá-los sobre a necessidade da reciclagem.
Fonte: Incrível 
Advertisement