Voo que o levaria para ver pai no leito de morte é cancelado, então desconhecido faz o inesperado - Salve o Planeta

Voo que o levaria para ver pai no leito de morte é cancelado, então desconhecido faz o inesperado

- abril 24, 2018



Nunca é fácil viver e trabalhar longe da família. E para soldado Brittany Bunker foi ainda mais difícil: ela estava de serviço quando recebeu uma mensagem desagradável vinda da sua família.

A saúde de seu pai estava se deteriorando e que precisava voltar para casa para vê-lo o mais rápido possível.

Graças à compreensão do seu comandante, ela tirou uma licença de emergência e ia voltar para casa – uma viagem que envolveria quatro vôos.

Mas o primeiro voo atrasou, o que significava que ela perderia a conexão. “Eu estava em pânico”, disse ela.

Enquanto esperava para embarcar em seu segundo voo, um homem se aproximou. Ele tinha notado o cão de Brittany, Shiva, e mostrou fotos de seu próprio cachorro. A conversa ajudou a acalmar Brittany, mas não por muito tempo, quando ela foi informada de que a ultima conexão para casa fora cancelado.

Ela, junto com a equipe da companhia aérea, tentou encontrar uma solução para levá-la para casa. Entre todo o caos, o homem com quem ela estava falando se aproximou e lhe deu algumas notícias que a deixaram aturdida.

“Ele me disse que estava contactando uma empresa de transporte profissional e me ajudaria ir do aeroporto direto para minha casa, tudo às suas custas”, disse Brittany. “Fiquei apreensiva no começo, mas ele mostrou os recibos aos comissários de bordo e, quando o motorista chegou, enviou-lhes uma foto do carro, da placa e do motorista.

“Antes de ir embora, ele disse que tudo o que queria em troca era saber que cheguei em casa. O motorista me levou do Aeroporto de Chicago, quase cinco horas, até a porta da frente. Cheguei em casa às 3 da manhã de quarta-feira, 4 de abril. O motorista me disse que isso custaria ao homem quase 900 dólares.

Graças ao ato de gentileza desse homem, Brittany conseguiu chegar em casa e se despedir de seu pai. Ele morreu no dia seguinte, 5 de abril.

“Realmente existem pessoas boas neste mundo, e eu nunca serei capaz de agradecê-la o suficiente pelo que ele fez”, disse Brittany. “Mas eu espero que um dia eu seja capaz de retribuir para alguém que precise, como foi feito para mim.”

Que ato incrível de bondade! Por favor, compartilhe esta história maravilhosamente edificante com seus amigos e familiares.

Fonte: Newsner
Advertisement