Homem cego coloca uma câmera em seu cão guia e registra toda humilhação que eles passam nas ruas - Salve o Planeta

Homem cego coloca uma câmera em seu cão guia e registra toda humilhação que eles passam nas ruas

- abril 07, 2018




Ter uma deficiência não é nada fácil nos dias de hoje, principalmente quando as pessoas ao nosso redor estão tão imersas em seu mundo de responsabilidades que esquecem-se de parar para pensar um pouco que as diferenças existem e precisam ser aceitas e respeitadas.

Depois de passar por muito constrangimento Amit Patel, um deficiente visual de 37 anos, decidiu fazer algo para mostrar que a discriminação existe e que as pessoas com deficiência visual devem enfrentar muitos obstáculos diariamente em suas vidas.




Amit teve uma triste história: ele era da área da medicina, mas começou a perder a sua visão. Mesmo passando por algumas operações má sucedidas, o resultado foi a perda total de sua visão. O rapaz tinha ceratocone, uma condição que muda a forma da córnea e evolui com o tempo.




Depois de ter perdido a visão, ele começou a necessitar do auxílio de um cão guia, sedo que assim adotou Kika, sua cadelinha que é, literalmente, os seus “olhos”.




Infelizmente, muitas pessoas não têm consciência e nem respeito para aceitar a dificuldade das pessoas com deficiência, de modo a dificultar ainda mais suas tarefas. Para demonstrar as lutas diárias Kika levou uma câmera para filmar e fotografar tudo, de modo que todo o conteúdo foi publicado na internet.



Veja só o vídeo:




O passageiro do vídeo diz que não “se sente considerado e respeitado”, sendo que o rapaz cego argumenta que não pode se movimentar na escada, pedindo apenas para aguardar apenas alguns poucos segundos.

Muitos não se preocupam se o cego pode se acidentar na tentativa de ceder o espaço desejado, mesmo que sua viagem só atrase poucos segundos.


Pessoas sem deficiência também se sentam no banco destinado aos deficientes e não cedem o lugar para os verdadeiramente necessitados.


Esperamos que essa realidade documentada atinja o maior número de pessoas possíveis, pois são nossos pequenos hábitos que fazem a diferença no mundo.

Compartilhe com seus amigos e familiares para que possamos trazer um pouco de empatia e solidariedade para aqueles que precisam.

Fonte: Casos Interessante 
Advertisement