Adolescentes quebram patas do cão e colocam no fogo – mas ele sobrevive e continua amando os humanos. - Salve o Planeta

Adolescentes quebram patas do cão e colocam no fogo – mas ele sobrevive e continua amando os humanos.

- março 20, 2018


Em toda a nossa vida, sempre ouvimos falar que muitos seres humanos maltratam animais. No entanto, não é por isso que os cachorrinhos deixam de nos amar. Como é isso possível? Seres tão frágeis mas tão amorosos e bondosos, capazes de perdoar quem tanto sofrimento lhes causou!

Chunky foi roubado por adolescente que o alimentaram com drogas. Como se isso não fosse o bastante, quebraram seu pescoço e patas e mesmo antes de o jogarem no lixo, incendiaram-no.

A inspetora da RSPCA, Caroline Doe afirma: “Este foi o caso mais perturbador que eu já enfrentei. Toda a história envia arrepios na minha espinha. Os acusados podem ter sido jovens e confessar estar sob a influência de drogas, mas a crueldade que infligiram a este pobre cachorro foi extrema, bárbara e escusável.”

   Metro
“Chunky foi encontrado com uma perna e pescoço quebrados, e com queimaduras em todo o rosto e nos olhos. Ele deve ter sofrido horrores por horas, como a tortura sem sentido ocorreu para a diversão desses meninos.” Doe também observou que é um “milagre” Chunky ter sobrevivido a toda essa provação.

Chunky acabou sendo encontrado em um lixão perto de sua casa, e o grupo de adolescentes foi encontrado e identificado. Eles finalmente se declararam culpados de crueldade com animais. Foram punidos por maltratar animais por cinco anos, recebendo uma ordem de referência por 12 meses e condenados a pagar as despesas.

    Metro

Apesar de sua dolorosa provação, Chunky está de volta à sua vida normal, cheio de saúde. Ainda é um animal tímido e nervoso devido aos abusos que sofreu, porém hoje ele está feliz com seus donos de verdade!

Sua determinação e vontade de viver, juntamente com sua esperança na bondade dos humanos, só vêem comprovar que ele tem um bom coração.

    Metro

Chunky é um lindo menino que merece todo nosso respeito, não é mesmo?

Fonte: Mundo dos Pets

Advertisement